domingo, 12 de fevereiro de 2012

Basta imaginar


Basta imaginar,
um pássaro para o aprisionar,
e depois imaginar o ar para o libertar
e imaginar asas para ele voar
e imaginar uma canção para ele cantar.



Poema de Manuel António Pina
in O pássaro da cabeça
Iilustração de Isabelle Arsenault

2 comentários: